Mazinho Quevedo - Viola Caipira de Raiz

A Viola do Brasil

Cantor, compositor e instrumentista, MAZINHO QUEVEDO é sem dúvida um dos maiores violeiros do país.

Influenciado pela autëntica música caipira, instrumento cujo método aprendizado é prático. Ao contrário do violão, por exemplo, a viola requer um estudo de observação e pesquisa. Além do estilo caipira, sofreu forte influëncia da música popular brasileira, do jazz, da música flamenca e da música instrumental.

Fez deste estudo um estilo próprio. Uniu a viola de Tião Carreiro com a virtuose de Hermeto Paschoal, a música clássica de Villa Lobos com a breijeirice de Tonico e Tinoco.

Mazzaropi e Cornélio Pires, o precursores da música caipira também estão em seu currículum.

MAZINHO é  um dos autores das trilhas dos documentários “O Encanto das Águas” e “Terra da Gente”, produzidos pela EPTV.

Em turnë  com o Show “Viola de Todos os Tempos”, MAZINHO QUEVEDO” e banda, mostram um apanhado geral da música de viola e as possibilidades que este instrumento oferece para a execução dos mais variados estilos musicais “MAZINHO, através de sua Viola mostra a cara do Brasil.”

Histórico

Vindo do interior do estado de São Paulo, começou a tocar viola com dez anos de idade influênciado pela música caipira autêntica onde aprendeu a gostar dos ritmos tradicionais como a toada, cateretê, pagode caipira, moda de viola, guarânia e rasqueado, polca e catira etc. Mas foi a viola de Tião Carreiro que fez despertar o interesse em se aperfeiçoar nesse instrumento que ,ao contrário do violão, não há um
método de aprendizagem teórico. Dessa maneira ,o aprendizado se deu através da observação e comparação com outros músicos e principalmente com os discos e fitas, criando assim, um estilo próprio de solar a viola. Em 1980 mudou-se para Araras (SP),onde deu prosseguimento ao seu estudo e aperfeiçoamento técnico, sempre através da escuta e observação e também a compor suas próprias letras e melodias cujo tema sempre foi o cotidiano do interior do estado de São Paulo, histórias de boiadeiros, a natureza e tradições culturais.

Em 1984 ingressou na faculdade de Odontologia da Unicamp, onde se formou em l987. Além do estilo caipira que nunca abandonou, sofreu influência da MPB em geral, do Jazz, da música flamenca e também da musica instrumental brasileira, assim, Mazinho mistura a música de viola de Tião carreiro com a virtuose de Egberto Gismonti e Hermeto Paschoal ,a música clássica de Villa-Lobos com a brejeirice de Tonico e Tinoco, executando com perfeição de Valdir Azevedo a Ravel, de Luis Gonzaga a Paco de Lucia, dando um toque pessoal em suas interpretações e composições devido a utilização de afinações próprias de viola como o cebolão, cebolinha, rio abaixo etc.

Partcipou do projeto “Terra da Viola junto à Orquestra Sinfônica de Piracicaba onde pela primeira vez na história um violeiro teve a oportunidade de ser o solista de uma  orquestra sinfônica executando as mais belas músicas caipiras.Além disso, apresentou junto com a cantora Inezita Barroso o show “Ao som da Viola” onde o tema foi a obra de Cornélio Pires precursor da música caipira.Tocou com a Orquestra Sinfônica Nacional-100 anos de Ari Barroso.Tocou no Projeto da Brasilidade em Portugal. Participou do Festival Viola de Todos os Cantos EPTV-GLOBO  já na sua sétima edição.

Mazinho Quevedo é apresentador do quadro musical do Programa CAMINHOS da ROÇA EPTV-REDEGLOBO.Mazinho também já assinou a trilha do Programa Viola minha Viola da TV-Cultura.

Mazinho junto com Tinoco da dupla com Tonico lança o DVD  Coração caipira sucesso de critica e vendagem.Participou do filme Menino da Porteira com o cantor Daniel em uma roda de viola cantando com seu pai Zé Camilo.

Em 2009 canta junto com Édson e Hudson e Zezé di Camargo na Arena de Barretos a maior festa de Peão do Brasil.

Foi indicado ao Grammy Latino com o Album ” Alma Caipira”

Com o show “Viola de todos os tempos”, Mazinho Quevedo e sua banda mostra um apanhado geral da música de viola e as possibilidades que esse instrumento oferece para a execução dos mais variados estilos musicais. Além do caráter popular que esse show se vale, traz sempre uma fundamentação cultural, mostrando de maneira alegre e divertida a cultura e as tradições musicais do estado de São Paulo e porque não dizer do Brasil.

Copyright © 2010 - Mazinho Quevedo. Todos os direitos reservados